Foto: PEACE

Ativistas dos Direitos Animais do Japão estão fazendo protestos pelo país todo pedindo para que a golfinho fêmea, Honey, assim como dezenas de pinguins, peixes e répteis que foram abandonados em um aquário na cidade de Choshi, província de Chiba, sejam libertados e levados para um santuário.

Em fevereiro de 2005, Honey, uma fêmea de golfinho da espécie nariz-de-garrafa, assim como centenas, milhares de golfinhos, foi capturada em Taiji para ser vendida em algum aquário do Japão.
Honey, assim que capturada, foi colocada em uma caixa parecida com um caixão e transportada por 16 horas até o aquário de Chiba, Inubosaki Marine Park, onde foi vendida para ser treinada e usada para entretenimento.
Porém, quando capturaram Honey, os responsáveis por esse ato cruel não sabiam que ela já estava grávida, e ficaram sabendo após 12 meses (tempo de gestação de uma fêmea de golfinho) depois que Honey já estava confinada no tanque do aquário de Inubosaki, mas devido ao estresse do transporte de Taiji até Chiba e o confinamento em um tanque pequeno e nada similar com o seu habitat natural, Honey perdeu o seu filhote.

Depois do terremoto de 2011 no norte do Japão e a crise nuclear, o aquário de Inubosaki teve uma queda drástica de visitantes, encerrando as suas atividades em janeiro deste ano, e desde então os funcionários do aquário alimentam todos os dias os animais que ali foram abandonados.

Honey foi a única golfinho que restou, vivendo em um tanque pequeno, isolada e sozinha. Outros animais também estão abandonados lá, são 46 pinguins e centenas de peixes e répteis, segundo o oficial do departamento de saúde e bem estar da prefeitura de Chiba.

Ativistas dos Direitos Animais fizeram fotos e vídeos tirados do lado de fora do parque mostrando Honey flutuando sobre a superfície, em outro momento os ativistas presenciaram Honey com sinais de estresse, aparentando estar fraca ela tirava e colocava a cabeça na água. Outra foto mostra os pinguins sujos empoleirados em cima de uma estrutura quase que desmoronando, mostrando a falta de segurança e a negligência com o bem estar dos animais.

“Honey é um símbolo do problema dos parques marinhos e das práticas da caça de Taiji”, disse Akiko Mitsunobu, chefe de questões sobre aquários do Animal Rights Center, um grupo local.

“Eu tenho sentimentos de perigo e dúvidas pelo fato de que eles estão muito calados sobre isso”, disse Sachiko Azuma, representante do grupo ativista local PEACE (acabar com a crueldade e exploração de animais).

“Como um grupo que lida com animais, eles têm a responsabilidade de explicar o que pretendem fazer com Honey e os outros animais.”

Até o momento os representantes do parque não se pronunciaram sobre a situação dos animais.

O que podemos fazer para ajudar?

No momento os ativistas estão estudando uma solução para esse problema, mas enquanto isso, eles pedem o nosso apoio para ajudar esses animais:

Abaixo assinado 1: https://www.change.org/p/demand-honey-the-dolphin-and-other-animals-released-to-a-sanctuary
Abaixo assinado 2: https://www.change.org/p/shinzo-abe-save-honey-the-dolphin-and-46-humboldt-penguins

Enviar cartões postais diretamente para o aquário pedindo a liberdade desses animais:
9575-1 Inubosaki, Choshi, Chiba Prefecture 288-0012

Passar a história da Honey e dos outros animais abandonados para o maior número de pessoas possível, precisamos reunir forças para ajuda-los!

Informações/fonte: Reuters e Animals Rights Center
Para ler a matéria original no site da Reuters clique aqui.
Para ler a matéria original no site do Animals Rights Center clique aqui.

Vegana, principiante de yoga, valorizo as coisas simples da vida.
Tutora de três gatas adotadas, mas só a Momo chan que é a minha parceirona.
Amor é a minha religião, e é com amor que pretendo mudar o mundo, para um mundo mais justo e compassivo para com todos os seres habitantes deste planeta.

Translate »
Free Divi WordPress Theme, Find new Free Android Games at dlandroid24.com